O Pintarolas e o Chocolate

O Pintarolas e o Chocolate

Como todas as semanas, os meninos da escola Aprender com Sorrisos partilharam com os colegas como tinha sido o seu fim-de-semana. Estavam todos divertidos, à excepção da Madalena, que parecia preocupada.

A tia fez um bolo de chocolate, cacau e sementes e estava tão bom que, de uma assentada, a família comeu metade! Entre jogos, estórias e cantigas, passou-se uma tarde de convívio muito boa, mas, aos poucos e poucos, todos se foram despedindo e regressando a suas casas.

O forno de lenha deixou a sala com um quentinho agradável e o Pintarolas, o cão da avó, ressonava em cima da sua almofada. Estava a dormir confortavelmente há bastante tempo… até se apanhar sozinho! E foi nesta parte da história que o olhar da Madalena se entristeceu.

Quando a avó regressou à sala, o bolo tinha desaparecido do prato! Com ar culpado, o Pintarolas olhava para a avó, com apenas um pedacinho de bolo à sua frente.

Ele tinha roubado e comido o bolo quase todo! Então a mãe da Madalena telefonou para a veterinária que disse que ele precisava de assistência imediata.

A Madalena sabe que há muitas coisas que nós comemos que não se devem dar aos animais, mas o chocolate é tóxico e, dependendo da quantidade ingerida, pode ser fatal, por isso é proibido oferecer o que quer seja que contenha chocolate, aos cães ou aos gatos.

Naquele bolo estava contida meia chávena de chocolate em pó e meia chávena de cacau. O Pintarolas pesa apenas 6kg, por isso, um pedacinho de bolo já lhe é prejudicial ao organismo, isto porque o cacau contém moléculas que se chamam metilxantinas que são metabolizadas pelo fígado e que se distribuem na circulação sanguínea, impedindo que outras moléculas muito importantes para o organismo exerçam o seu papel, porque lhes roubam o lugar!

Depois o pequeno coração do Pintarolas ia começar a bater muito muito rápido, até se cansar e os músculos todos dele iam começaram a tremer muito, até se cansarem também.

Felizmente, depois da ajuda veterinária quase logo após o incidente, o Pintarolas vomitou o bolo todo e está livre de perigo, embora ainda esteja um pouco maldisposto. Agora todos vão ter mais cuidado, o Pintarolas não volta a ter acesso à comida dos donos, porque assim como o chocolate, a cebola, o alho, as uvas e alguns outros alimentos que para nós são saudáveis, podem ser prejudiciais para os nossos amiguinhos de quatro patas.

A Madalena pediu aos colegas da turma que tivessem especial atenção agora no Natal, uma vez que as mesas estão bastante recheadas e propôs-lhes que tomassem conhecimento da quantidade de chocolate que é tóxica para os seus cães, através de calculadoras de toxicidade disponíveis na internet**.

** https://petsci.co.uk/chocolate-toxicity-calculator-dogs/

http://veterinaryclinic.com/chocolate/calc.html

Feliz Natal para todas as famílias e para todos os patudos!

Veterinária Alecrim

Por |2017-12-18T17:34:35+00:0018 de Dezembro de 2017|4 patas e 1000 sorrisos|6 Comentários

Sobre o Autor:

Veterinaria
É veterinária desde a pré-primária, porque, mais do que um sonho, é uma vocação. Os animais acham que é a sua melhor amiga, mesmo quando dá vacinas e faz operações, o que, no fundo, diz tudo.

6 Comments

  1. Maria josé valente 19 Dezembro, 2017 em 11:12 - Responder

    Obrigada por este texto. Não fazia ideia.

    • Veterinaria
      Veterinaria 21 Dezembro, 2017 em 9:02 - Responder

      Muito obrigada por nos acompanhar!

  2. Elsa Pereira 19 Dezembro, 2017 em 19:22 - Responder

    Confesso que de vez em quando o meu Simba come uns docinhos, mas gostei muito deste texto. Não fazia ideia que era assim tão perigoso. Vou ler ao filhote

    • Veterinaria
      Veterinaria 21 Dezembro, 2017 em 9:02 - Responder

      Muito obrigada! Espero que o seu filhote (e o Simba) também gostem.

  3. Lucília 20 Dezembro, 2017 em 19:29 - Responder

    Gostei muito deste artigo. Gostava de perguntar à veterinária se o queijo ou a manteiga se pode dar. O meu cão só gosta de comer pão se tiver “alguma coisa”. Obrigada e bom Natal.

    • Veterinaria
      Veterinaria 21 Dezembro, 2017 em 9:00 - Responder

      Olá! Muito obrigada por nos acompanhar e pela sua pergunta.
      O queijo e a manteiga, embora não sejam tóxicos, não se devem dar. Na verdade, o pão também não se deve dar, assim como não se devem dar bolachas. Sendo o cão carnívoro, a base da sua dieta deve ser a proteína. Se ele comer uma boa ração não tem necessidade de comer extras. Na verdade os cães têm relativamente poucas papilas gustativas, por isso eles até nem diferenciam bem os sabores. Há raças particularmente sensíveis, que podem desenvolver problemas de pele e gastroenterites como reacções adversas ao alimento, mas tudo dependerá da quantidade de “extras” em concreto que lhes damos e do porte do animal, porque dar um pedaço de pão com queijo a um cão de 5kg ou a um cão de 50kg não tem o mesmo efeito. Se o quiser mimar, ofereça-lhe um biscoito de cão ou, em alternativa, pode-lhe oferecer um pedacinho de frango cozido, sem tempero, por exemplo.
      Feliz Natal!

Deixe o seu comentário